9 shares

Estréia hoje o novo filme da série.

Não vi todos os outros, inteiros, para poder opinar. Não tenho paciência para tanto.

Vou ao cinema para me divertir (ou tentar).

Para isso importa que o filme tenha um bom roteiro. Uma história com começo, meio, e fim, e algo em que possamos acreditar.

Isso esse filme tem. Então me cativou.

Para fazer um “bom” filme de ação ou aventura, o cinema hollywoodiano conta com alguns recursos manjados, e muitas vezes soníferos.

É um tal de explosão, de carros e motos perseguindo outros carros ou motos, é herói imortal que levanta depois de cada soco pronto para acabar com mais 20 inimigos de uma só vez…

Um barulho infernal , e minha paciência não aguenta os últimos 30, 40, por vezes 50 minutos dessa baboseira.

Mas se tiver um bom roteiro, sim.

Os críticos sensíveis vão acusar o cinema americano de ser reacionário, ou de colocar como inimigo “os outros”, neste caso, os mexicanos, e injustamente os demonizarem.

Eu já não me preocupo com isso.

Enxergo os defeitos que eles podem ter como país (quando visitamos o local, éramos aconselhados a não andar sozinhos por determinadas áreas, assim como um brasileiro decente deveria aconselhar qualquer um por aqui, um dos lugares mais violentos do mundo).

Se alguns mexicanos são assassinos, traficantes, violentos com mulheres, e são assim retratados, não é que o filme trate todos da mesma maneira, e seja um produto da era Trump, a ser boicotado.

Tenho auto-crítica suficiente para encarar a minha realidade, e saber que pode ser próxima, sim, à deles.

Não considero o filme um produto do colonialismo, que coloca o mal personificado na figura de um imigrante que pode ser um trabalhador honesto, porque não acho que faz isso.

Acho que é um filme com um roteiro possível, bem desenvolvido, e gostei bastante de assisti-lo.

Além de recomendá-lo.

O velhinho está ator, há piores.

Envelheceu bem, e mostra credibilidade.

Adorei o seu heroísmo, a sua sede de vingança, e como acaba com os malvados todos, aniquilando um a um (isso nem é spoiler, é o que a gente espera que ele faça).

Se alguém é traficante, assassino, violenta mulheres, e um herói se propõe a acabar com ele, para mim não importa a nacionalidade ou a cor de pele de cada um deles, eu me divirto em vê-lo sofrer ou morrer. Minha catarse funciona para qualquer um.

Não acho que o filme é reacionário, ou está concordando com valores e juízos de Donaldo Trump, apenas pode retratar uma situação completamente possível.

Poderíamos mudar, não criticando o cinema americano, mas sendo mais civilizados, mesmo.


Like it? Share with your friends!

9 shares

Comentários

Comentários

Luci Caramori

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item

Send this to a friend